Casas de madeira customizadas pelos artistas participantes serão vendidas a partir de R$ 50, todo o valor será revertido para a ONG Um Teto para meu País e será empregado na construção de casas de emergência em comunidades da Grande São Paulo, melhorando a qualidade de vida de famílias que vivem em condições precárias. A meta da ONG é construir mais 500 moradias até o final de 2011, alcançando o número de 1000 casas entregues desde que chegou ao Brasil.

A primeira edição da exposição aconteceu em 2010 (teve post da Má Canadas!) e alcançou grande sucesso, tornando um evento oficial no calendário da organização. A expectativa é que cresça a cada ano e, como disse o idealizador e curador do projeto, o grafiteiro Mundano, “além de arrecadar dinheiro para as construções das casas, o Teto e Tinta unirá o talento de mais de 100 artistas interessados em doar obras para colocar a questão da moradia precária de milhões de brasileiros em evidência.”

No evento gratuito, o público terá a oportunidade de conhecer e adquirir obras de grandes nomes do graffiti brasileiro, como Tinho, Mauro, Whip, Feik e Magrela. Também participam os escritores Ferréz e Alessandro Buzo, e o arquiteto Eduardo longo, entre outros.